"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

20 de mai de 2010

Tricolor vai assistir a Copa tranquilo



No Morumbi o São Paulo foi soberano, venceu novamente o Cruzeiro por 2x0 com gols de Hernanes e Dagoberto.

Com um minuto de jogo o árbitro uruguaio Jorge Larrionda expulsou o atacante Kleber do Cruzeiro, durante uma disputa de bola o atacante atingiu o rosto do são paulino Richarlyson com a mão e o árbitro entendeu que houve a intenção de agredir por parte do cruzeirense que recebeu o cartão vermelho direto. Erro do árbitro na minha opinião, se precipitou, um amarelo estaria de bom tamanho. Apesar do histórico de confusões do Kleber não acho que houve maldade da parte dele.
A expulsão desmontou o time do Cruzeiro e a estratégia feita por Adílson Batista para a partida, o São Paulo tomou conta do jogo, Ricardo Gomes adiantou Richarlyson que inicialmente estava jogando de terceiro zagueiro para o meio campo, Richarlyson aliás jogou muito bem de segundo volante cobrindo as subidas de Junior Cesar ao ataque.
Para piorar a situação da equipe mineira Junior Cesar fez uma linda jogada pela esquerda e rolou para Hernanes fuzilar o gol cruzeirense sem nenhuma chance para o goleiro Fábio. São Paulo 1x0.


O gol acendeu o time que partiu para a pressão e só não aumentou a vantagem porque Fábio fez uma defesa espetacular após cobrança de escanteio e cabeçada de Rodrigo Souto. Leonardo Silva salvou ainda o que seria o primeiro gol do atacante Fernandão pelo São Paulo com um carrinho providencial quando o são paulino apareceu livre dentro da área depois de boa jogada de Dagoberto.
Diante da pressão são paulina Adilson Batista sacou Jonathan para colocar em campo o zagueiro Thiago Heleno, Gilberto mais uma vez muito bem marcado não conseguia armar o time e com a expulsão de Kleber, Thiago Ribeiro ficou muito isolado na frente, o atacante até tentava cair pelos lados do campo para buscar o jogo mas contra a melhor defesa da competição ficou muito difícil.
Aquela altura da partida o Cruzeiro precisava de 3 gols para se classificar, sabendo disso Adilson Batista voltou para o segundo tempo com o atacante Wellington Paulista no lugar do volante Fabrício. Quando o Cruzeiro começava a reagir em busca do primeiro gol veio o golpe de misericórdia, aos 8 min Junior Cesar, em grande partida, lançou Fernandão que escorou de cabeça e deixou Dagoberto na cara do gol para encobrir o goleiro Fábio e fazer 2x0.
Em meio a gritos de olé o São Paulo ia administrando bem o jogo, criou alguma chances principalmente com Marlos que fez ótima partida.
O Cruzeiro não desistia e aos 35min teve uma boa chance de descontar, Thiago Ribeiro fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Wellington Paulista que cabeceou e a bola passou rente a trave direita de Rogério Ceni mas já era tarde, com os 2x0 no placar a equipe mineira precisava de 4 gols.

O São Paulo sobrou no confronto. Apesar da expulsão ao meu ver injusta do Gladiador o São Paulo fez duas partidas perfeitas e mereceu a classificação. O time soube explorar muito bem a vantagem numérica hoje e encaixou muito bem com Fernandão de maestro e Marlos e Dagoberto girando ao seu redor, Hernanes chegando muito bem de trás, Rodrigo Souto muito bem nos desarmes e saída de bola e as subidas de Junior Cesar e Cicinho, sem mencionar o sistema defensivo perfeito que mais uma vez não levou gols. O Tricolor vai muito forte para as semi-finais.

Mais do que assistir a Copa, Alex Silva e Hernanes deveriam jogá-la !

Nenhum comentário: