"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

12 de jun de 2010

Triste empate


África do Sul x México abriram a Copa com um empate por 1x1 em um grande jogo, não técnicamente, mas emocionalmente.
Os Bafana Bafana mereciam melhor sorte, por tudo que fizeram dentro de campo, pelo penalti não marcado, pela garra mostrada, pelo sofrimento a cada lance desperdiçado
pelo comprometimento em fazer bonito em casa.
Nos quinze minutos finais me peguei torcendo e sofrendo junto com os Bafana Bafana, quase morri do coração com a bola na trave aos 44 minutos.
Com todo respeito ao México, acho que o mundo todo torceu pelos africanos hoje.
O time da casa começou o jogo muito recuado, dando muito campo ao adversário, o México tinha o jogo na mão mas não finalizava.
Aos poucos a África do Sul foi equilibrando as ações, mais objetivo o time treinado por Carlos Alberto Parreira levava muito perigo nos contra ataques, Mphela sozinho deu um show nos três zagueiros mexicanos. Destaque também para o goleiro Khune que fez grandes defesas.
Pelo lado mexicano quem mais me chamou atenção foi mesmo o craque do time Giovani dos Santos, não esteve em um dia inspirado mas era o jogador mais perigoso do México.
O veterano Blanco também entrou bem no segundo tempo. Esperava mais do meia atacante Vela, muito sumido no jogo de hoje.
No final das contas o empate não foi bom para ninguém, para os Bafana Bafana a classificação ficou quase impossível, já para os mexicanos complicou bastante, vão ter que suar sangue para passar para próxima fase.

Um comentário:

[Wolf] Paulo Nishimoto disse...

Cara torci muito pra Africa do sul...mereciam ganhar...Mas infelizmente o futebol tem dessas...é uma caixinha de surpresas...Penalti claro nao marcado.gols perdidos...é quando nao é pra ser,nao tem jeito...abracos garoto...curto cada dia mais teu blog manow...