"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

17 de jun de 2010

Zebra dos Alpes


Demorou mas ela apareceu e resolveu aparecer em grande estilo. A Zebra deu as boas vindas a temida Espanha. Depois de conquistar a Europa a Fúria achou que havia exorcizado o fantasma de montar grandes times e fracassar nas principais competições mundiais, grande engano, Copa do Mundo é bem diferente de Eurocopa e mais uma vez a Espanha vai de temida a amarelona em um jogo, claro que foi apenas o primeiro jogo, a Espanha deve passar, mas já não mete tanto medo assim.
A Espanha perdeu para si mesma, perdeu para a soberba de achar que faria o gol a qualquer momento e que venceria com tranquilidade, isso ficou claríssimo na forma como jogou o craque Iniesta, sempre querendo dar toques de categoria em lances que deveria arrematar para o gol ou fazer o simples.
A Fúria dominou a partida, teve muito mais posse de bola e volume de jogo mas poucas chances de gol no primeiro tempo, méritos para o ferrolho suíço, incríveis 8 horas sem tomar gol em uma Copas do Mundo, uma muralha com gigantes de 1,90 de altura na zaga, poucas vezes vi uma marcação como a feita pelos suiços ontem.
Logo no início do segundo tempo a zebra entrou em campo, em um contra-ataque rápido Gelson Fernandes aproveitou a bobeada da zaga espanhola e abriu o placar. Depois disso a espanha resolveu acordar e jogar de forma objetiva, pressionou, criou chances, Xabi Alonso mandou um foguete na trave do goleiro Benaglio depois de cobrança de escanteio. Jesús Navas entrou muito bem na partida jogando bem aberto pelo lado direito quase como um ponta de antigamente mas mesmo sendo apenas o início do segundo tempo já era tarde. Sair atrás no placar contra a Suíça é fatal.


Xavi demorou demais para entrar no jogo, Villa, Piqué e Fernando Torres perderam gols que não se perde jogando contra um time tão retrancado, faltaram mais jogadas individuais para furar o bloqueio suíço e acima de tudo faltou humildade e consciência de que Copa do Mundo é uma competição diferenciada com muitas variáveis, decidida em detalhes e que nem sempre o melhor time vence, no caso da Espanha, nunca.

Acompanhei também o jogo entre Honduras 0 x 1 Chile (o resultado não traduz em nada o que foi a partida)  gostei muito do futebol apresentado pela equipe de El Loco Bielsa. Muito volume de jogo, muita posse de bola mas não de toquinhos de lado e sim de um futebol ofensivo, várias chances de gols criadas, muito agradável de assistir, realmente me impressionou bastante, é um time que joga e deixa jogar.
Destaque para o ótimo atacante Sanchez, para o meia Matíaz Fernández e para o velho conhecido da torcida brasileira El Mago Vaildívia.


Nota para o goleiro hondurenho Valladares que fez A DEFESA da Copa até aqui depois de uma cabeçada a queima roupa do zagueiro Ponce.


Olho nos chilenos.

4 comentários:

makaco disse...

Quem diria,nao???

jefhcardoso disse...

A zebra está solta.
Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Gigante Colorado disse...

Muito bom teu texto, concordo em quase tudo, só não acho que a ZEBRUNI (Novo mascote da Copa da África do Sul, criado pelo Gigante Colorado, com aparato oficial da Fifa) tenha aparecido somente nesse jogo HORROROSO de Espanha x Suíça. Brasil ganhar apertado da COREIA DO NORTE (última colocada no ranking da FIFA, dentre as seleções que estão na Copa) já é uma ZEBRA ridícula também. Alemanha perder hoje pra SÉRVIA? Nem se fala. Chile vencer após 48 anos... França perder pro MÉXICO... (...) Infinidades de coisas horrororas que determinam a IMENSA zebra dessa COPA!
To começando a achar essa Copa divertida, sério! Não ta não? Diz ai?

Hahhaahauhahuahuauhahuahuahuahuahu
Saudações Coloradas!
(Lia)

Claudio Henrique disse...

Sempre é assim cara. A Espanha sempre chega como favorita e no fim...

Resultado como esse não me surpreende.

Abraços!