"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

19 de jun de 2010

Zebras: muitas ou poucas ?


Resolvi fazer um pequeno post para explicar minha posição sobre as zebras da Copa.
Depois do post abaixo "Zebra do Alpes" muitos me disseram "como assim a derrota da Espanha foi a primera zebra ? claro que não" "Mas e os empates de Inglaterra, Itália e França ?" "E a vitória suada do Brasil perante a fraca Coréia do Norte ?"
Não classifico como zebra esses resultados por um simples motivo: o futebol apresentado por essas equipes desde bem antes da Copa.
Zebras talvez pelo peso da camisa das seleções citadas acima mas não pelo atual momento vivido por elas, tecnicamente falando.
A seleção francesa por exemplo vem jogando um futebol medíocre há um bom tempo e empatou com Uruguai que não é qualquer seleção.
A Itália é um time burocrático e previsível e empatou com Paraguai que liderou boa parte das Eliminatórias sul-americanas.
Inglaterra empatou com EUA nas estréia, não acho que chegue a ser zebra empatar com a finalista da Copa das confederações que eliminou a Espanha e quase faturou o título contra o Brasil.
PS: empatou hoje com a Argélia, não acompanhei mas isso sim foi um resultado decepcionante.
Brasil suar para vencer um time retrancado ? nenhuma novidade para quem acompanhou as Eliminatórias.
Me questionaram também sobre a derrota alemã para a Sérvia, também não considero zebra, a Sérvia tem um bom time com jogadores experientes como o ótimo zagueiro Vidic, zebra foi o futebol apresentado pela Sérvia na estréia, jogo atípico.
Enfim, apenas minha opinião.

Nenhum comentário: