"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

14 de set de 2010

Erros por todos os lados

Mais uma vez o assunto principal da imprensa esportiva é o craque Neymar, mais uma vez o assunto são as suas confusões e não o seu, brilhante, futebol.
Há várias formas de se ver a situação: pelo lado do craque, dos adversários e da arbitragem.
Neymar tem razão em reclamar, tem sido caçado, e não marcado, em campo por jogadores que não sabem o que é futebol. Talvez por ser ainda muito franzino sofra ainda mais com isso, se é assim no Brasil como seria na vigorosa Premier League ? mais uma prova do acerto da escolha de Neymar.
Porém o garoto tem que trabalhar seu lado emocional e ter em mente que faz parte da vida dele a partir do momento em que se tornou um craque do futebol brasileiro e um dos principais jogadores da seleção. Hoje, qualquer time que jogue contra o Santos terá uma atenção especial com Neymar, é impossível que isso não aconteça e o garoto tem que estar preparado e se policiar para não exagerar, afinal, não pode cair em campo por qualquer coisa.

Se Neymar pode reclamar, seus adversários também podem.
Sempre fui contra, assim como muitos outros, essa frescura de que um drible mais exuberante, firulas com a bola e coisa e tal é desrespeito com o adversário e blá blá blá. BESTEIRA. Faz parte do futebol, do espetáculo e quem tem talento para isso tem mais é que fazer mesmo, quem não tem que se vire para não levar um drible desconcertante e entrar no DVD de alguém passando vergonha. Mas tudo isso tem que ser feito dentro do jogo de futebol, com a bola rolando, de forma vertical, objetiva, em busca do gol e não com o jogo paralisado. Isso sim é desrespeito com o adversário e completamente desnecessário, além de acarretar várias outras consequências como a fama de "mascarado" há um jogador ainda tão jovem.

Por fim vejo uma omissão muito grande da arbitragem.
É papel dela inibir a violência dentro de campo e proteger quem joga bola, coisa que não vem acontecendo, mas a péssima qualidade da nossa arbitragem não é novidade nenhuma e Neymar não é a primeira "vítima" dessa omissão.
Certeza mesmo é que atitudes como a que vimos em Fortaleza não levam a lugar nenhum e não resolvem nada.
Claro que deve ser realmente irritante apanhar os 90 minutos, uma hora a pessoa perde a cabeça, não condeno, mas Neymar é reincidente em certos erros.

"E outra eu aprendo todo dia"    Não é o que parece.

3 comentários:

Cleber Soares disse...

E ai Luciano, blz.
eu venho sendo taxativo em realação a Neymar, se esse moleque precisa mudar essa marra que ele tem, ele é o que chmamos de mascarado no futebol. Todos sabemos que ele joga muito, é diferenciado, mas isso não da o direito de ele achar que é melhor ou que mereça um tratamento diferenciada, por que? Por que é bom de bola? A lingua desse sujeito é mais habilidosa que suas pernas. Concordo que ele vem sendo "caçado" dentro de campo, mas eu nunca vi um Zico, um Pelé, um Ronaldo, um Robinho, um sei lá quem querer sair na pancada por que foi marcado o jogo inteiro.... esse moleque precisa mudar muito seu jeito de ser, se não vai acabar como um Denilson qualquer da vida, ele precisa entender que grande é o Santos, é o futebol brasileiro, ele ainda é só um grão de areia.

FuteB.R.O.N.C.A.! disse...

Se algum tipo de acompanhamento ou orientação forem tomados, corremos o risco de apreciar um novo Denilson no futebol brasileiro. Que de concreto, pouco conquistou.

Saudaçoes!!!

FuteB.R.O.N.C.A.! disse...

Se algum tipo de acompanhamento ou orientação forem tomados, corremos o risco de apreciar um novo Denilson no futebol brasileiro. Que de concreto, pouco conquistou.

Saudaçoes!!!