"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

28 de set de 2010

O bom senso mandou lembranças


Ao abrir os diários esportivos de hoje uma notícia me chamou a atenção: "Irritado, Mourinho ironiza jornalista e abandona coletiva de imprensa"

Existem certos problemas que independem do lugar ou ramo para existir, são crônicos, e você os escontrará em qualquer lugar do mundo. Neste caso, a prioridade da imprensa em se interessar única e exclusivamente pelo o que vende, e não pelo o que interessa, muito mais a imprensa esportiva europeia que, se você acompanha mais de perto o dia-à-dia do futebol sabe muito bem, é um "pouquinho" sensacionalista.

A notícia acima ocorreu em uma coletiva de imprensa pré-jogo do Real Madrid, e ao invés de perguntas como: "Qual será o esquema de jogo ?" ouviu-se: "Por que fulano não foi nem relacionado ?"

Difícilmente você pode apontar para alguém e afirmar "é o melhor", seja ela a atividade ou profissão que for, acredito realmente de que a máxima "sempre há o que aprender, melhorar" é verdadeira, mas se Mourinho não é o melhor, está seguramente entre eles, e enquanto estiver a frente do comando técnico da equipe suas decisões tem que ser respeitadas e não questionadas publicamente.
O objetivo da coletiva era simplesmente informar o público e os torcedores como está o time para a próxima partida, que comportamento esperar do time dentro de campo, enfim, perguntas que incitam a opinião pública e os torcedores contra o técnico são completamente desnecessárias.

Haja paciência para tanta falta de bom senso.


Um comentário:

Pudget disse...

Relativamente ao comentário que fizeste à resposta de Mourinho, concordo plenamente com o que dizes.