"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

10 de set de 2010

Observações da rodada


OBS 1
Confesso que nunca fui fã do trabalho de Joel Santana, seus times sempre jogam o simples, arrozinho com feijão, sem mencionar que o Homem da Prancheta sabe, como poucos, montar uma senhora retranca, qualidade que não é apreciada por esse blogueiro.
Porém é inegável que o estilo de Joel traz resultados práticos, trouxe em outros clubes e está trazendo esse ano no Fogão que depois de ser campeão carioca vencendo os dois turnos está fazendo uma belíssima campanha no Brasileirão, coisa que o Botafogo não fazia há muito tempo.

Hoje definitivamente o Botafogo de Joel Santana ganhou meu respeito, venceu o Santos com propriedade no Pacaembu e ao meu ver, apesar da humildade dos atletas ao fim do jogo, está sim na briga pelo título.

Joel Santana e sua prancheta, figura emblemática do futebol brasileiro. Se o inglês não é essas coisas, o "futebolês" vai muito bem obrigado.

Golaço do Loco Abreu !
Considero o uruguaio um baita centroavante, ótimo na bola aérea e com certa habilidade com a bola nos pés. Titular no MEU Botafogo.




OBS 2
O que foram os pênaltis na Arena da Baixada ontem ? A arbitragem brasileira vai de mal a pior.
Espero que seja realmente apenas árbitros despreparados né Andres Sanchez, Ricardo Teixeira e cia ?




OBS 3
20 rodadas e 19 técnicos demitidos. Quando os dirigentes dos clubes vão entender que no futebol não existe mágica, existe trabalho ?
Todos, sem exceção, enchem a boca para reclamar do aperto do calendário do futebol nacional e querem que um técnico que chega no meio da temporada, em clubes que jogam no final e no meio da semana, implante uma filosofia de trabalho e consiga resultados em um curtíssimo espaço de tempo. Ora, os times, muitas vezes, mal tem tempo de descanso entre um jogo e outro que dirá treinos táticos para mudanças de esquemas e etc, o pouco que se faz é para a recuperação física para a próxima partida. Sem mencionar toda a logística por assim dizer, imaginem, por exemplo, quanto tempo os clubes não gastam apenas com viagens no campeonato nacional em um país do tamanho do Brasil.
Haja paciência para a tanta falta de bom senso.


OBS 4
Como podem os jogadores que voltaram do exterior estarem tão sem condições de jogo ? Não se treina na Europa ? E não me venha com esse papo que lá é começo de temporada e blá blá blá porque apenas isso não justifica tanta demora para jogadores jovens como Renato Abreu e Keirrison, por exemplo, adquirirem a forma física ideal.
Começo a entender o porque de todo jogador querer jogar no exterior.

3 comentários:

Cleber Soares disse...

E ai Luciano, blz.
Infelizmente no Brasil ainda temos esse erroneo modo de pensar que a culpa sempre é do técnico, em algumas vezez até que funciona, mas na maioria só piora o problema, vide casos de Flamengo e Ceará.
Outro problema que estamos longe de resolver é sobre a profissionalização da arbitragem, enquanto esses peseudos profissionais forem contabilistas, professores, militares, etc, etc..., e duas vezes por semana fizerem um biquinho como arbitro vamos ter esse tipo de problema, infelizmente.
Para encerrar concordo com vc, Joel Santana está longe de ser fora de série, mas consegue retirar o melhor de cada jogador que trabalha com ele, junte isso a um "bom" elenco e 2 ou 3 anos mantendo uma base... o resultado é esse que todos estão vendo, fogão em 3º, se vai manter-se? isso é outro problema.
Um abraço.

BLOG DO CLEBER SOARES
www.clebersoares.blogspot.com

MaKaCoW disse...

maluco
q gol loko do loco :P
e q interpretacao do Vagner :D
kkkkkk
ta doido

Flávio Santos disse...

Luciano,
Fico irritado com tanta paciência requerida por esses jogadores. "Ah, estou sem ritmo de jogo" ou "Na Europa é começo de temporada". 4 meses do anos são jogados no lixo só com essa baboseira.
Que vitória do Botafogo, hein? O Loco Abreu fez um golaço. Duvido que outros atacantes tão valorizados pela mídia, como o Kléber, já tenham feito gols assim.
Abraços