"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

30 de set de 2010

Return of the playmakers


A revista britânica FourFourTwo trouxe na sua última edição uma matéria muito interessante sobre o retorno dos meias de criação clássicos, o chamado camisa 10(ainda que muitos usem outros números), ao futebol mundial.
Quem acompanhou a Copa do Mundo deste ano pôde observar bem isso, as grandes seleções, que jogaram um grande futebol, contavam com meias à moda antiga. Sneijder na Holanda, Mesut Özil na Alemanha, Xavi na Espanha entre outros.

O retorno desses jogadores é sem dúvida uma dádiva ao futebol mundial, e só está sendo possível pela mundança de mentalidade, principalmente em relação a esquemas táticos. O 4-4-2 com os homens de meio campo em linha, muito visto no futebol inglês e italiano, obriga todos os jogadores de meio a fazerem tudo(marcar, desarmar e sair para o jogo) transformando todos em volantes-meias, matando o mais sublime dos jogadores, o camisa 10, muitas vezes tranformando-o até mesmo em atacante. Totti e Del Piero, astros do futebol italiano, são dois exemplos claros de excelentes meias que foram "empurrados" para o ataque.

4-3-3 e 4-2-3-1 são os esquemas da moda, e favorecem muito aos meias de criação, que organizam e distribuem o jogo, basta colocar no papel para perceber(olhem o 10):

4-4-2  Camisa 10 transformado em atacante

4-2-3-1  Esquema usado pela Alemanha na Copa

4-3-3  Esquema usado pelas finalistas da Copa, Espanha e Holanda

Para quem acompanha apenas o futebol brasileiro também é possível notar essa tendência de volta dos meias. Conca e Deco no Fluminense, Bruno César no Corinthians, Ganso no Santos, D'Alessandro no Internacional, Montillo no Cruzeiro, Douglas no Grêmio...

Se tiver a oportunidade não deixe de conferir essa edição da FourFourTwo, a reportagem traz ainda grandes nomes do passado do futebol que mudaram a forma de se ver o esporte.


5 comentários:

ϟ мαrcos volk ! disse...

Interessante... mesmo eu não gostando de futebol. E mesmo não gostando de futebol, achei o seu blog dahora pacas, um bom conteúdo. ^^ Parabéns e sucesso aí!

Visita/comenta meu blog? To com posts novos.

http://indelevelboy.blogspot.com

abraços! ;*

Claudio Henrique disse...

Fala Luciano.

Ainda bem cara que estamos voltando a ter aqueles camisas 10. Aqueles que faziam muita falta para o futebol não só brasileiro, mas também mundial.

Abraços!

AF STURT disse...

Bacana o seu blog.Interessante seu post.Eu acho que o esquema 4-4-2 e a volta do meio criativo deve voltar,porém ainda sou fã da velha filosofia que todos deve marcar,principalmentne na saída de bola do adversário.

ABS!

Flávio Santos disse...

Reparou que o Ganso não teve nenhuma proposta no último semestre?
Credito essa ausência de propostas a profusão de meias surgidos nos campos europeus nesses meses que passaram.
Vejo com bons olhos esse ressurgimento. Inteligência e cérebro nunca são demais no futebol.
Abraços

FuteB.R.O.N.C.A.! disse...

Taí o futebol brasileiro, recheado de meias argentinos como Montillo, D'Alessandro e Conca, para comprovar a tese que pode se ganhar jogos jogando de forma bonita e vertical.

Saudaçoes!!!