"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

30 de dez de 2010

Curtinhas

Delírio...

...essa é a palavra que define a volta de Ronaldinho Gaúcho ao futebol brasileiro. O que já era um investimento de alto risco antes, virou uma completa insanidade depois que o Milan divulgou o "preço" do camisa 80. É impossível que um clube brasileiro banque a volta do craque pelos valores pretendidos pelos italianos sem comprometer todo o orçamento da temporada. E enquanto o Grêmio volta suas atenções ao sonho de repatriar o dentuço, seus principais concorrentes na Libertadores 2011, os brasileiros, vão se reforçando, e muito bem, com menos nome e mais futebol.

Jogada de marketing

Grande sacada da diretoria do Flamengo para estar em constante destaque na mídia. Sai o goleiro problema Bruno para a entrada do goleiro problema Felipe. E lá vai o Flamengo para as páginas policiais novamente em 2011.

Os melhores das Américas

Em eleição feita por um jornal uruguaio, D'Alessandro foi eleito o melhor jogador das Américas no ano. Embora não concorde, entendo. Porém entre os treinadores, Celso Roth é o brasileiro mais bem colocado[Meu Deus] seguido por Muricy Ramalho e LUIZ FELIPE SCOLARI [MEU DEUS²].

Investimento de risco

Leonardo é o novo técnico do Inter de Milão. Polêmicas a parte, não considero uma boa escolha, principalmente pelo momento vivido pelos nerazzurri. O Brasileiro teve apenas uma experiência como treinador e não empolgou, longe disso. Porém, é bom vermos um brasileiro assumindo um cargo onde um argentino fez história [Opa, tudo bem admito, a imparcialidade deu lugar a rivalidade continental agora]. O hermano Helenio Herrera era o treinador na conquista do Bi campeonato da Champions em 63/64 , 64/65 e é também o treinador que mais vezes comandou os nerazzurri, 268 partidas.
Espero que Leonardo faça como tantos outros fizeram em 2010, cale minha boca.


Feliz 2011 !
Desejo à todos um 2011 repleto de paz, saúde e conquistas. Esse blogueiro volta no início da temporada, quando não for mais necessário caçar as notícias.

28 de dez de 2010

Selos, selos e mais selos !

Aproveito o recesso do futebol para comunicar à todos os leitores que o De Olho no Lance foi indicado para mais 23 selos [grande e grata surpresa] na última semana.
Só tenho a agradecer todo esse reconhecimento em tão pouco tempo de vida do blog, aproximadamente 8 meses.
Agradeço de coração aos amigos Mikael Moraes http://mikaelmoraes.blogspot.com/ , Samir http://sem--hipocrisia.blogspot.com/  e  Karla Hack http://nascidaemversos.blogspot.com/  pelas indicações e a todos que admiram e acompanham o trabalho deste blogueiro.

Bom vamos aos selos:























 
Regras dos selos:

1- Primeiro: precisa ser indicado por alguém que recebeu
2- Segundo: Quem recebeu precisa indicar de 5 a 15 blogs que não possui tais selos
3- Terceiro: Publicar os selos em um post e avisar aos indicados

Meus indicados:

http://clebersoares.blogspot.com/
http://www.tocadowilliam.com/
http://gigabyteblogger.blogspot.com/
http://respirando-futebol.blogspot.com/
http://medicinepractises.blogspot.com/

27 de dez de 2010

Reforços para o meu time

Zico. Exatamente. Você não está lendo errado. Pode trazer o Galinho com seus cinquentão e de ombro "quebrado" que joga fácil no meu meio de campo.


Benjamin. Como joga esse senhor de 41 anos de idade. Flutua na areia com um controle de bola espetacular.
Seleção do Mundo ? Melhor chamar meia dúzia de marcianos, porque esse camisa 10 é de outro mundo.


Lenísio. Craque. Já que os gringos do futsal não dão conta, chamaram os "brasigringos". Não deu muito certo.



Não tem opções no mercado ? Expanda seus horizontes meu amigo.

22 de dez de 2010

Um torcedor de futebol

Acabo de ler um texto genial do mestre Alberto Helena Jr. Como entende do riscado esse Senhor.
Há tempos não lia algo que exprimisse de forma tão perfeita meu sentimento como torcedor.

Se me perguntassem, até bem pouco tempo atrás, sobre meu time de coração, responderia sem hesitar.
Vibrava, sofria, esbravejava e até chorava com ele. Como qualquer torcedor apaixonado.

Nos dias atuais, percebo como minha visão de futebol mudou. A paixão cega por um único time deu lugar à uma visão crítica, capaz de perceber e apreciar as qualidades de quem antes era visto apenas como um adversário, até mesmo um inimigo.

Deixar de apreciar grandes craques ou grandes esquadrões apenas por conta de uma camisa diferente soa como uma completa insensatez agora.

Torcer para quem ou por que ?
Torço para o futebol. Para o espetáculo dentro de campo. Torço para os que o tratam como uma arte.

Por que ?
Por que sou mais feliz assim. Por que são esses que merecem minha admiração, minha dedicação.

Como não apreciar a canhota mágica de Lionel Messi ? Como não reverenciar a genialidade de Zidane ?
Como não reconhecer Maradona como um dos maiores jogadores da história ? Como não vibrar com os Meninos da Vila ? Como não se encantar com o futebol do Barcelona ?

Gênios, que individual ou coletivamente, fizeram e fazem do futebol uma arte. Que mantêm a idéia de vencer sempre em mente, mas sem abrir mão de encantar.

Como torcer para um clube que me obriga a dormir uma semana na rua para adquirir um ingresso ? Como torcer para um clube onde os principais responsáveis só se preocupam com poder e grana e se esquecem da torcida ? Como torcer para um clube que há 40 anos não proporciona à sua torcida um grito de "É Campeão" ? Como torcer para um time que pratica um futebol insosso, pragmático e que se contenta com 1x0 ?

Que me cornetem e me chamem de "vira casaca", mas ser torcedor de FUTEBOL, me parece bem mais prazeroso, gratificante e satisfatório.

http://colunistas.ig.com.br/albertohelenajr/

21 de dez de 2010

Time dos Sonhos

Época chata. Nada contece. A imprensa esportiva não tem nada para noticiar além de especulações, boatos, sondagens e leilões de jogadores.
Ah, tem também as boas e velhas notícias do tipo: "fulano de tal já está aqui ou acolá para passar as festas de fim de ano com a família". Anote todas elas e você terá um mapa completo dos jogadores e suas casas.
Ou ainda: "Amigos de fulano x Amigos de beltrano". Essas ao menos costumam ter um motivo nobre.

Geralmente a saída encontrada pela mídia, e até pelos blogueiros, são as tradicionais retrospectivas de todo o ano esportivo, que esse blogueiro em particular acha, com o perdão da expressão, um saco.

Como não pretendo fazer uma retrospectiva, afinal, o blog tem "arquivo", como não há nada para comentar e ninguém para cornetar, resolvi dividir com meus queridos leitores uma dica de leitura para os que apreciam um bom livro.
Trata-se de "Time dos Sonhos - Paixão, Poesia e Futebol" de Luis Fernando Verissimo.
Um livro de crônicas desse gênio das letras, simplesmente sensacional. Uma leitura leve, gostosa e bem humorada. Ótima pedida até para presentear seu amigo blogueiro neste Natal !


Sinopse:

'Time dos Sonhos' é diversão garantida, cortesia do maior craque do humor brasileiro.Em uma das crônicas reunidas aqui, Luis Fernando Verissimo fala de mais uma criação memorável sua, o Marciano Hipotético. O alienígena visita a Terra de tempos em tempos e costuma ficar perplexo com o que vê. Ao lermos os textos de Verissimo, nos sentimos um pouco como o Marciano. Isso acontece por que o autor tem o dom de nos surpreender sempre, mostrando o mundo de ângulos inusitados.Neste livro, ele lança seu olhar astuto sobre o universo futebolístico, tão caro a nós brasileiros. Com o seu texto enxuto e elegante, ele examina os paradoxos do esporte, que vai do épico ao mundano no tempo de duração de um passe. Algumas crônicas nos colocam para pensar, como a que afirma que o futebol é uma mistura de xadrez com boxe. Outras nos arrancam risos, como a que abre o livro, sobre um coração que vai parar na Copa do Mundo. A maioria delas provoca as duas reações. 


"Só o futebol permite que você sinta aos 60 anos exatamente o que sentia aos 6. Todas as outras paixões infantis ou ficam sérias ou desaparecem"
Luis Fernando Verissimo

20 de dez de 2010

E no mundial...

...vimos a história sendo escrita. No ano em que a África do Sul fez história ao sediar a primeira Copa do Mundo no continente, os africanos do Mazembe trataram de estender o feito para dentro de campo, e colocaram pela primeira vez o futebol da África, fora Olimpíadas(sub-20), em uma final internacional.
Para muitos péssimo para o futebol, talvez até seja, afinal, quem não gostaria de ver a final entre os "Inters" ? Mas também pode ser fantástico a longo prazo, um verdadeiro divisor de águas para o crescimento, já notável, do futebol africano.

...vimos o Internacional de Porto Alegre passar da expectativa do maior feito da sua história, ao maior vexame dela. Um time que se preparou durante meses, mas que pareceu ter caído de pára-quedas em Abu Dhabi.

...vimos a Inter de Milão conquistar o mundo com extrema autoridade. Um time controlador da posse de bola, que demonstra uma consciência tática impressionante e ataca de forma cirúrgica e mortal.

...vimos um "Senhor" de 37 anos voando em campo...

Javier Zanetti

 ...vimos o surgimento de mais um personagem do futebol mundial...

Kidiaba

...vimos o fracasso da tentativa da FIFA de atrair o público árabe para um grande evento de futebol.
Estádios vazios, torcida contratada e boa parte da população sequer sabia que eram anfitriões do evento.

E em 2018 tem Copa do Mundo.

...vimos um torneio, intitulado Copa do Mundo de Clubes, que não conta com a nata do futebol mundial.

E com o fracasso do Internacional, começam as restrições por parte de todos quanto a fórmula utilizada na disputa. Não que ela não precise ser revista, até acho que deve, mas nada disso estaria em pauta hoje, se ontem, o Inter, de Porto Alegre, tivesse colocado mais um troféu na sua sala.

Selos

Recesso no futebol[brasileiro], blogueiros em ritmo de férias, enfim, os assuntos "futebolísticos" acabam cedendo espaço às expectativas do ano novo e aos preparativos para o Natal.
Aproveito essa brecha no turbilhão do mundo do futebol, para anunciar que o "De Olho no Lance" foi indicado para mais seis selos de qualidade.

Prêmio Dardos

Leio e aprovo o seu blog

Blog 10

Blog amigo

.
Este blog é um LUSHO

Escritores virtuais
Gostaria de agradecer ao amigo blogueiro Mikael Moraes pelas indicações e a todos que acompanham o De Olho no Lance. Faço questão de levar o selos adiante por considerar uma forma de reconhecimento dos parceiros blogueiros muito gratificante.


As regras:
1- Precisa ser indicado por alguém que recebeu
2- Quem recebeu precisa indicar de 5 a 15 blogs que não possui tais selos
3- Publicar os selos em um post e avisar aos indicados
4- Para Este Blog é um LUSHO responder:

1- Ganhou o selo de que blog ?
Mikael Moraes

2- O que não pode faltar em sua necessaire ?
Sei lá, escova de dente ? hehe

3- O que te levou a criar um blog ?
Meu amor pelo futebol, a oportunidade de conhecer pessoas que compartilham deste amor e o desejo de trabalhar na área de jornalismo esportivo um dia, sonho que já começa a se tornar realidade justamente graças ao blog.

4- Seu blush preferido é ?
? O.o"""

OBS: Nota-se que quem criou as perguntas não pensou nos blogueirOS. rs.

Minhas indicações:

http://dtanonimo.blogspot.com/
http://www.blogescolhas.co.cc/
http://nascidaemversos.blogspot.com/
http://respirando-futebol.blogspot.com/
http://www.tocadowilliam.com/

17 de dez de 2010

Patrocínio: um "mal" necessário [?]

A dinâmica do futebol fica mais evidente a cada temporada, e todos sem exceção, precisam se renovar e se modernizar para acompanhar as mudanças exigidas pelo processo de evolução natural do esporte. E infelizmente tais renovações podem custar antigas tradições das quais nos orgulhamos.

Este "mal", que vem para o bem, a renovação, acaba de atingir um dos clubes mais tradicionais e vitoriosos do planeta, o Barcelona.

O clube catalão confirmou um contrato de patrocínio de 30 milhões de euros por temporada, o maior da história do futebol, com a empresa Qatar Foundation válido por 5 temporadas.

 
Ao contrário do que todos imaginavam e do que se tinha notícia, a situação financeira do clube não é das mais confortáveis, tendo inclusive feito um empréstimo no início do ano para pagamentos imediatos, como salário dos atletas.

O acordo de patrocínio acaba com uma tradição de 112 anos do clube de jogar com seu manto "limpo". E também com a imagem de um clube capaz de sobreviver da receita gerada por sua apaixonada torcida.

Camisa do Barça livre de "poluição visual"

É bem verdade que a evolução constante do futebol é um fator decisivo para o fim da possibilidade de viver dos seus torcedores, mas alguns fatores recentes podem ajudar a explicar os motivos que levaram o Barcelona a entrar na "vala comum". Entre eles estão a crise na economia europeia, que diminui o poder de compra dos torcedores e consequentemente a arrecadação do clube, a recente regra imposta pela UEFA do "fair-play financeiro", exigindo que os clubes gastem com contratações dentro das possibilidades da sua receita, e a pressão dos menores clubes da Espanha pela venda coletiva dos direitos de transmissão, na tentativa de diminuir a profunda diferença financeira em relação a dupla Real Madrid e Barcelona.

Johan Cruyff - A tradução de "Futebol Total"

Johan Cruyff, um dos maiores ídolos do clube catalão, criticou duramente o acordo de patrocínio, alegando que há outras medidas a serem tomadas para resolver a situação financeira e que "manchar" a camisa blaugrana deveria ser a última opção.
Concordo com o holandês. Quando citamos a relação clube-torcida, estamos falando de paixão, e a paixão não tem preço. O Barcelona já conta com o melhor time do mundo, não necessita de contratações, passa por uma fase absolutamente perfeita e vitoriosa dentro de campo. Pesadas ações de marketing explorando a própria imagem poderia aumentar consideravelmente a receita do clube sem ter a necessidade de "vender" sua camisa.
O departamento de marketing dos clubes hoje em dia possue um papel vital para a saúde financeira dos clubes, maximizando o potencial da marca do clube junto aos torcedores e transformando esse potencial em receita. Recentemente um estudo no Brasil mostrou exatamente isso ao apontar a valor das marcas dos chamados grandes clubes do Brasil.

Ao ceder a tentação dos petrodólares da empresa árabe, o Barcelona passa a ser apenas mais um grande clube do futebol mundial.

16 de dez de 2010

O Equívoco da CBF[mais um !]

Muitas pessoas tem me perguntado sobre a tal da unificação dos títulos brasileiros antes e pós 1971 e por isso resolvi me manifestar aqui no blog para deixar claro minha posição a respeito do assunto.

Há algumas semanas atrás, na iminência do título do Fluminense, discutia-se se ao conquistar o caneco o clube carioca seria BI ou TRI campeão. Fiz um post afirmando que o Fluminense seria TRI, pois a Taça de Prata conquistada pelo tricolor em 1970 frente ao Cruzeiro de Tostão e ao Palmeiras de Ademir da Guia é no MÍNIMO um título nacional.
Portanto, não há muito o que falar, os títulos do Torneio Roberto Gomes Pedrosa, o "Robertão", e posteriormente da Taça de Prata devem sim ser reconhecidos como título nacional.

"Ahh mas a fórmula é completamente diferente" dizem alguns.
Primeiro: o "primeiro Campeonato Brasileiro" disputado em 1971 seguiu exatamente a mesma fórmula da Taça de Prata de 1970.
Segundo: as fórmulas de disputa mudam a todo momento, se considerarmos desta maneira, os campeões das edições de mata-mata não podem somar os títulos às edições de pontos corridos.
Ao meu ver não são as fórmulas que importam, e sim a participação dos melhores times do território nacional.

Porém, como a Dona CBF não consegue fazer nada bem feito, um erro, no mínimo tosco, foi cometido na unificação feita pela CBF que levaram Santos e Palmeiras ao topo do ranking nacional.

Paralelamente(mesma época) do Torneio Roberto Gomes Pedrosa, disputava-se a Taça Brasil, que seguia o sistema de copa e era composta inicialmente pelos campeões estaduais. Na comparação com os dias atuais, esse torneio seria o que hoje chamamos de Copa do Brasil, portanto, não deve entrar na conta de títulos brasileiros.
Apenas para deixar claro, em 1967 por exemplo, o Palmeiras se sagraou campeão nas duas competições, o Torneio Roberto Gomes Pedrosa e a Taça Brasil, com a unificação feita pela CBF o Palmeiras passa a ser campeão brasileiro duas vezes em 1967. E nos outros anos passamos a ter dois campeões brasileiros, por exemplo, Palmeiras e Botafogo em 1968, que foram campeões do "Robertão" e da Taça Brasil respectivamente.
Uma bagunça generalizada, o que vindo da CBF não é nenhuma novidade.

Como bem definiu o mestre Alberto Helena Jr. " A linhagem das competições é simples:
Rio-SP - "Robertão" - Taça de Prata - Campeonato Brasileiro

Taça Brasil - Copa do Brasil "

É inconcebível que nenhum gênio da Confederação Brasileira de Futebol consiga se dar conta de um erro tão grosseiro.

Salvem o futebol brasileiro.

13 de dez de 2010

Grandes ?

No dia-à-dia do futebol ouvimos com certa frequência as expressões "clube grande" ou "clube pequeno". Mas afinal, o que define que fulano é grande e beltrano pequeno ? Um clube pode deixar de ser grande ? Quantos clubes realmente grandes há no Brasil ?

Considero três aspectos fundamentais para a definição de "clube grande"; Conquistas, patrimônio e o mais importante, torcida.
Muitos dos clubes que hoje consideramos "grandes", deixam a desejar, e muito, em pelo menos um desses "requisitos" digamos assim.


No quesito patrimônio, podemos colocar todos os "grandes" clubes do Rio de Janeiro. Não levo muito em consideração a falta de estádio, afinal, o Rio conta com o eterno Maracanã, mas a falta de um bom centro de treinamento é lamentável. Sem mencionar a "saúde" financeira dos mesmos.
Quando olho para a Europa e vejo a estrutura dos clubes e suas arrecadações com a exploração da própria imagem, não da pra entender a situação dos clubes brasileiros, afinal, o combustível para que isso seja feito, a paixão do torcedor, nós temos tanto quanto eles, quiçá mais.
Só para exemplificar, atualmente o Barcelona VIVE do seu torcedor. Quadro de sócio-torcedor, lojas, museus entre outros empreendimentos. A arrecadação é tanta que o clube catalão pode se dar ao luxo de não "poluir" sua camisa com patrocinadores, e ainda paga para exibir a marca da "Unicef".


Mesmo com o poder de compra inferior do povo brasileiro em relação ao europeu, algo que aliás está mudando, já imaginou o que poderia arrecadar um clube que conta com uma torcida do tamanho da do Flamengo por exemplo ?

Já conquistas e torcida são inerentes, porém, há muitos clubes "grandes" que vivem de suas conquistas distantes e da boa memória de sua torcida. Não acho que tenham deixado de ser grande, apenas deixaram de se comportar como tal.
Um bom exemplo é o Atlético-MG. Nem mesmo sua torcida se lembra da última grande conquista do time. O Campeonato Brasileiro por exemplo, desde 1971 o Galo não sabe o que é ser o melhor time do país. E ainda assim conta com uma torcida presente, fiel, levando em consideração o contexto, talvez a mais apaixonada do Brasil. A grande questão nem é o jejum de títulos, todo clube passa por isso, e sim a postura do time nos campeonatos que disputa. Se contenta em ser coadjuvante. Situação parecida vivem Vasco e Palmeiras, suas respectivas torcidas mantêm os clubes com status de "grande".


Infelizmente há clubes no futebol brasileiro que pararam no tempo, ainda não se deram conta de que o futebol atual exige uma metodologia de política e administração moderna e principalmente, ainda não aprenderam a dar valor para seu bem mais precioso, a torcida.
Os clubes de futebol existem por uma única razão, os torcedores. E ainda assim clubes que se auto intitulam "grandes" tratam seu maior patrimônio com um tremendo descaso e desrespeito.


Enquanto a dupla Grenal dá um show de organização, até mesmo por conta de uma rivalidade que neste caso acaba sendo extremamente benéfica para ambos, na venda de ingressos, com prioridade para os sócios do clube e com vendas feitas pela internet para evitar tumultos e filas oferecendo conforto e praticidade, a torcida do Fluminense, apenas para citar o caso mais recente, é obrigada a dormir uma semana na rua, guardando lugar na fila para adquirir o ingresso, para apoiar quem os deixa naquela situação. E por mais que nas reportagens de televisão a situação seja tratada com bom humor, paixão e de forma divertida, é na verdade uma enorme falta de respeito e consideração.


O conceito de time grande hoje vai muito além das quatro linhas do gramado e quem não acompanhar as mudanças que o futebol atual exige, terá que entrar na empoeirada sala de troféus do clube para lembrar que um dia foi grande.

10 de dez de 2010

Uma partida de futebol [???]

Goooooooooooollll....

...peraí, peraí seu juiz, exijo o direito de revermos o lance e votarmos pela confirmação ou não do gol.


*Tudo que essa votação tosca, NO MEIO DA PARTIDA, faz, é expandir a questão da interpretação para além do árbitro.


Falta dura ! Cartão AZUL !


Vá beber uma água, esfriar a cabeça e volte daqui 10 minutos !

*Cartão azul, PRA QUE ?!

Meu Deus !


Se querem melhorar a arbitragem podem começar com a profissionalização e a definição de parâmetros para as formas de interpretação de cada tipo de jogada, entre outras coisas.

Agora, as idéias testadas na Copa Inovação, que me desculpem os que apreciaram, são toscas e não resolvem nada.
Apenas destroem completamente a identidade do futebol.

De bom mesmo nessa Copa Inovação, só a boa e velha iniciativa de trocar os ingressos por um quilo de alimento não perecível, doado para crianças carentes.

9 de dez de 2010

Contradição verde


Contrariando todas as expectativas, o Goiás foi eliminando seus adversários um por um em seus respectivos domínios.

Contrariando todas as expectativas, o Goiás chegou a grande decisão.

Contrariando todas as expectativas, o Goiás conseguiu um grande resultado na primeira partida frente ao Independiente.

Contrariando todas as expectativas, o Goiás fracassou no desafio final.

A dor do quase é a mesma, seja o clube grande ou pequeno, mas o destino foi ainda mais cruel com o Goiás. O clube esmeraldino viu a maior glória de sua história escapar por entre os dedos em lances de absoluta casualidade.

Como não me canso de dizer, existem situações que só o futebol é capaz de criar. Mesmo com, o agora sim, trágico fim de ano do Goiás, o último sentimento que fica para a torcida esmeraldina é o orgulho. Orgulho por ter visto um time de guerreiros, que conquistou classificações históricas, que jogou com o coração e fez tudo que podia, dentro das suas limitações, em busca dos resultados.

Como diria, o agora tetra campeão brasileiro, Muricy Ramalho, a bola pune. E o Goiás pagou caro pelo primeiro tempo ruim e acima de tudo por não ter matado o confronto quando vencia por 2x0 no Serra Dourada com um jogador a mais.


E após a cobrança da última penalidade, chegou ao fim também o Campeonato Brasileiro, com a justa "premiação" do melhor time do segundo turno.

8 de dez de 2010

Professor Parreira

As palestras da Footecon, Fórum Internacional do Futebol, 2010 tem sido simplesmente espetaculares. Depois da aula de futebol de Mano Menezes, Carlos Alberto Parreira, organizador do evento, deu uma aula de como montar um time absolutamente vencedor.

O tema da palestra de Parreira foi: FC Barcelona - Fatores de Sucesso
Preciso dizer mais alguma coisa ?

A Palestra foi transmitida pelo Sportv, não sei se há alguma forma de rever mas enfim, se você não viu, corra atrás amigo, garanto que não vai se arrepender.

Curtinhas

Patético

Simplesmente patética a participação do mandatário corintiano, Andrés Sanches, na festa de premiação dos melhores do Campeonato Brasileiro. Dor de cotovelo é uma coisa triste

Prêmio Craque do Brasileirão

Roberto Carlos e Miranda na seleção do campeonato. Será que eu acompanhei o mesmo campeonato ?

Grande sacada !


Saudades do Maraca ? Deseja uma lembrancinha do palco mais tradicional do futebol brasileiro ?
Pois a Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer do Rio de Janeiro, Márcia Lins, anúnciou no Footecon que colocará a venda cerca de cinco mil pequenas pedras, isso mesmo, pedras que estão sendo retiradas na demolição parcial do estádio. É a chance dos torcedores mais nostálgicos levarem um pedacinho do antigo Maracanã para casa.

Footecon


Mano Menezes esteve no evento que está sendo realizado no Rio de Janeiro dando uma palestra sobre toda a preparação e a reestruturação que está sendo feita na seleção brasileira. Com a classe já conhecida do treinador, Mano explicou os princípios básicos em que o trabalho vem sendo embasado e também os compromissos assumidos não só com a equipe em si mas também com a confederação, a nível de melhorias estruturais como bancos de dados para o monitoramento de cada jogador e a integração das categorias de base com a seleção principal. Uma verdadeira aula de futebol em todos os aspectos.

Vida fácil

França, Holanda, Copa América[na Argentina] e Alemanha.
Feliz 2011 seleção brasileira !

Lamentável

Embora seja um admirador de Messi, Xavi e Iniesta, impossível não ser, o melhor jogador do mundo não será premiado em 2010. Wesley Sneijder é o seu nome.

7 de dez de 2010

Controle de Qualidade

O "De Olho no Lance" acaba de ser indicado para receber mais três selos de qualidade...





Gostaria de agradecer, mais uma vez, a indicação do meu amigo Mikael Moraes ( http://mikaelmoraes.blogspot.com/ ). O que para alguns não significa nada, para esse blogueiro é uma forma de reconhecimento muito bacana e por isso faço questão de levá-los adiante. Agradeço de coração a todos que acompanham este trabalho.


As regras para receber os selos são:
1- Primeiro: precisa ser indicado por alguém que recebeu
2- Segundo: Quem recebeu precisa indicar de 5 a 15 blogs que não possui tais selos
3- Terceiro: Publicar os selos em um post e avisar aos indicados
4- Quarto (apenas para o selo de qualidade): contar 10 coisas sobre você

Bom, vamos lá...

10 coisas sobre mim:

1- Amo Deus e a minha Família
2- Viciado em seriados americanos [ Chuck, The Big Bang Theory entre outros ]
3- Estudante de idiomas, por gosto.[ Vivendo fora do país aprendi a gostar, não há nada pior do que não conseguir se comunicar]
4- "Chocólatra"
5- Qualquer coisa + Gabih = programa perfeito !
6- Amante dos livros [ Aliás, acabo de ler "Ponto de Impacto" autor: Dan Brown / recomendo muito ]
7- Não vivo sem a minha cachorra
8- "Gamer" de carterinha [ Acreditem, neste país é impossível ficar alheio a eles ! ]
9- Não resisto a um Fast Food
10- Odeio acordar cedo !

Minhas indicações para receber os selos são:

Blog do CLEBER SOARES [ http://clebersoares.blogspot.com/ ]
Blog Fanáticos por Futebol [ http://wwwfanaticosporfutebol.blogspot.com/ ]
Interpiada [ http://interpiada.blogspot.com/ ]
Sangue Azul [ http://www.gremista-sangueazul.blogspot.com/ ]
Futebol na Veia [ http://www.blogfutebolnaveia.blogspot.com/ ]
Toca do William [ http://www.tocadowilliam.com/ ]
Um novo olhar para a medicina [ http://medicinepractises.blogspot.com/ ]
Respirando Futebol [ http://respirando-futebol.blogspot.com/ ]
FuteB.R.O.N.C.A [ http://futebronca.blogspot.com/ ]