"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

18 de jan de 2011

Neymar 4 - O resto 2


Contra tudo e contra todos, assim foi a grande vitória do Brasil na estreia do Sul-americano sub-20.

O Brasil até tentou complicar o que estava sobre controle, mas a maior revelação do futebol brasileiro dos últimos tempos não deixou. Neymar destruiu o jogo. Como é prazeroso ver esse garoto em ação. 4 gols, duas pinturas e uma grande demonstração de amadurecimento e liderança em campo.

Neymar foi caçado, sofreu agressões e tentativas claras de intimidação por parte dos paraguaios, tudo com a conivência do árbitro, olha só que coincidência, argentino, que demonstrou total falta de critério ao expulsar dois jogadores brasileiros e fazer vista grossa para a violência e o antijogo da seleção paraguaia.

No fim, vitória do talento e do futebol arte de um garoto que sabe transformar o esporte em entretenimento.

O jogo

Gostei muito da formação que Ney Franco mandou a campo, aliás, méritos da vitória também para o treinador que agiu rápido após a expulsão de Zé Eduardo recompondo muito bem o time com substituições cirúrgicas.

Ney escalou o Brasil em um 4-4-2 em quadrado, ou 4-2-2-2, com Lucas na meia direita e Oscar pelo lado esquerdo e dois volantes cobrindo as subidas dos laterais Alex Sandro pela esquerda e Danilo pela direita.


A seleção sofreu bastante no começo da partida com a forte marcação do meio campo, os paraguaios marcavam sobre pressão, muitas vezes dobravam a marcação, e não davam espaço para a saída de bola brasileira, que não tinha outra alternativa a não ser a ligação direta defesa-ataque. Com isso a bola não passava pelo setor de maior qualidade da seleção, o de criação. Mas a partir dos 15, 20 minutos a ansiedade da estreia foi passando, os paraguaios não conseguiram manter o ímpeto inicial, e o Brasil passou a colocar a bola no chão e dominar as ações. Resultado: 2x0 no primeiro tempo.

(Foto: Mowa Press)

Na volta do intervalo a inexperiência da idade ameaçou estragar a boa estreia brasileira, dois cartões amarelos, bobos, de Zé Eduardo em menos de 5 minutos deixaram o Brasil em desvantagem numérica. No lance seguinte em uma falha, a única da defesa brasileira na partida, o Paraguai descontou. 2x1.

Com um jogador a menos e sofrendo pressão Ney Franco agiu rápido, mandou Fernando à campo no lugar de Oscar para recompor o setor de meio campo e Galhardo no lugar de Danilo para fechar o lado direito da defesa, por onde o Paraguai chegava com mais perigo.

A partida ganhava contornos dramáticos quando brilhou, mais uma vez, a estrela de Neymar, que já havia feito um golaço no primeiro tempo. Dois lances, dois gols, um deles cinematográfico.

Com o jogo perdido os paraguaios descambaram de vez para a violência, e o juiz resolveu agir, expulsou um brasileiro. Henrique mereceu o cartão, mas a falta foi um sinal claro de irritação, compreensível, de um time que apanhou durante os 90 minutos e o árbitro, que está lá para defender quem joga bola e inibir a violência, nada fez.

No final, vitória de quem entrou em campo para jogar futebol.

Destaques do jogo: Neymar(precisa explicar ?) e Casemiro, que foi muito bem na proteção a zaga e fez uma jogada de craque no lance que originou o primeiro gol brasileiro.


6 comentários:

Claudio Henrique disse...

E aí Luciano, blz cara?

O Neymar "carregou" a seleção nas costas. Jogou muito. Esse sim é o garoto que queremos ver. Se manter a cabeça no lugar ele será um monstro (no bom sentido é claro).

Abraços!

http://wwwfanaticosporfutebol.blogspot.com/

Roberta disse...

Muito bom seu blog cara! Show!! Depois da uma passadinha no meu: www.elaeofutebol.blogspot.com

Anônimo disse...

O blog Olhar Nacional está lhe convidando para escrever semanalmente uma coluna em nosso blog sobre esportes!

Contato: nahoradofato@hotmail.com
http://olharnacional.blogspot.com/

CÉLIO AQUINO disse...

JA COLOCQUEI O SEU LINK NO MEU BLOG. OBG PELA ATENÇÃO

Kaique Pedaes disse...

Não há nada que descreva o Neymar. O cara é incrível!

Enquanto isso, o Lucas chegou ao ataque muitas vezes, mas não passava da marcação paraguaia.

Na defesa, o Bruno Uvini apareceu bastante.

Para eu que vi o jogo, em alguns momentos o Brasil apagava, mas do nada ia ao ataque e já fazia gols.

Às vezes o jogo me dava sono, literalmente, e eu mudava de canal. Sempre que fiz isso sairam os gols brasileiros. Os únicos gols que eu vi foram os do Paraguai.

Ahhh, que merda, rs!

Abraço!

www.net-esportes.blogspot.com

Giovani Mattiollo disse...

QUE SHOW DO NEYMAR! só firmou ainda mais o que todos sabiam: É craque. Só falta por juízo na cabeça e ir para a Europa.

Abraço

http://gremista-sangueazul.blogspot.com/