"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

31 de jan de 2011

O preço do passado

 
7/12/2008 o dia em que um dos maiores clubes do país, um dos poucos que havia participado de todas as edições do Campeonato Brasileiro na Série A, foi rebaixado. O Clube de Regatas Vasco da Gama.
Parecia o fim do poço, afinal, o que pode ser pior para um time grande do que ser rebaixado ? Mas nesse caso, parece que era apenas a primeira parcela da conta que o Vasco teria que pagar por seu maculado passado.

O gigante parecia abatido, mas se levantou. Resurgiu das cinzas nos braços da sua apaixonada torcida, sob nova direção. Parecia o inicio de uma nova era, parecia...

O Vasco é um time grande, que pensou pequeno. Se contentou em apenas retornar à elite do futebol e a partir daí virar coadjuvante no cenário nacional. O Gigante da Colina se apequenou. Se perdeu em meio a guerras internas, a falta de visão e a politicagem sem escrúpulos que aos poucos degradou todas as áreas do clube. Infelizmente parece que o mau-caratismo no poder nesse país não se restringe à Brasília, e enquanto os interesses de meia dúzia de mercenários continuarem à frente dos interesses do clube, essa é a cena que presenciaremos...


Porque no fim das contas, quem vai arcar com a vergonha e o "prejuízo" é quem menos merece, e quem menos pode fazer.

País do futebol ? Doce ilusão.

5 comentários:

Cleber Soares disse...

a verdade é uma só, quem sofre sempre é o torcedor, escrevi no blog que o Vasco precisa recomeçar do zero, mas é preciso achar esse zero primeiro.

BLOG DO CLEBER SOARES
www.clebersoares.blogspot.com

Giovani Mattiollo disse...

O Vasco é um time grande que pensou pequeno.

Isso define a crise do Vasco. Não fez contratações, não se interessou na pré temporada e ai está o resultado.

Abraço

http://gremista-sangueazul.blogspot.com/

Claudio Henrique disse...

No final das contas os dirigentes e jogadores do Vasco não tão nem aí. O Vasco se apequenou e quem sofre com tudo isso é o torcedor. Uma pena isso.

Abraços!

http://wwwfanaticosporfutebol.blogspot.com/

Lucho Cláudio disse...

Se abraçar no Felipe e no Charlis Albert... dá nisso. Um dia esses jogadores jogaram o fino da bola, mas hoje o ego deles fala mais alto do que qualquer outra coisa.

Fora outros jogadores comuns que o Vasco não mediu esforços para contratar. Hoje esse clube é uma bagunça fora e dentro de campo!


Abraço!

Í.ta** disse...

um time grande que continua pensando pequeno.

uma pena para o futebol carioca e nacional, afinal, rivalidade precisa se sustentar na briga por conquistas, não no vexame alheio.

abraços.