"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

15 de fev de 2011

O fim de uma era


O título do post pode parecer um exagero para muitos, mas é exatamente esse o meu sentimento ao ver Ronaldo anunciar o fim da sua linda e vitoriosa carreira.

Se olharmos para a história do futebol veremos dezenas, centenas de grandes jogadores, craques que encantaram o mundo, mas mesmo entre esses grandes jogadores, são poucos os que marcam época.
Aqueles que são capazes de marcar a vida de uma geração inteira, arrastar multidões nos quatro cantos do mundo fazendo garotos sonharem de olhos abertos, são poucos, muito poucos.

Há quem diga cheio de orgulho de que cresceu vendo Pelé, outros enchem a boca para dizer que estavam no Maracanã para ver Zico em ação, há ainda os que enchem o peito para contar como o Baixinho era genial dentro da área, eu, me orgulho de dizer que cresci vendo Ronaldo, Fenômeno, transformar a camisa 9 em sinônimo de craque, de goleador.

Um dos maiores atletas da história do esporte

Ronaldo nos presenteou dentro de campo, e nos ensinou fora dele.

Eu só tenho a agradecer e lamentar.

Agradecer por cada lembrança espetacular, que vou levar para sempre, proporcionadas por esse Fenômeno, como os dois jogos de Copa do Mundo mais marcantes da minha vida, duas semi-finais, Brasil x Holanda (1998) e Brasil x Turquia (2002).


Agradecer por todas as histórias que tenho para contar aos meus filhos um dia.

Agradecer por ter sido ele "o cara" da minha geração.

E a lamentar, apenas o, inevitável, fim. E o desrespeito de muitos, os mesmos que vibraram com cada um dos seus gols, os mesmos que agora irão enaltecer Ronaldo se esquecendo das várias piadas de mal gosto de uma semana atrás feitas para vender jornal.

O melhor atacante da história do futebol

Obrigado Ronaldo Luíz Nazário de Lima, pelo privilégio de vê-lo do começo ao fim. Eterno e único Fenômeno.

7 comentários:

Cleber Soares disse...

Luciano
a verdade que é parou tarde,....
mas merece todo nosso reconhecimento, é um cara acima de muitas médias, rsrsrsrr
vai deixar saudades;

BLOG DO CLEBER SOARES
www.clebersoares.blogspot.com

Í.ta** disse...

um mito. um orgulho para nós, brasileiros.

abraços.

Gol de Mão disse...

No auge, ele foi sem dúvida o maior centraoavante brasileiro. Não é a toa que foi 3 vezes melhor do mundo. Igual a Ronaldo não vai ter.

Equipe Blog Gol de Mão
www.bloggoldemao.blogspot.com

Claudio Henrique disse...

Fala Luciano, blz?

Foi um jogador sensacional. Um dos maiores que já vi jogar, só fica atrás de Zidane e Romário na minha opinião.

Abraços!

http://wwwfanaticosporfutebol.blogspot.com/

Sandro Honorato disse...

Olá e ai tudo bem parceiro?
R9 foi meu maior idolo,não pelo que fez no Timão mas pela sua superação.
Chorei demais quando ele se desculpou pela derrota da liberta. Isso o tornou mais idolo ainda,porque muitos perdem mas poucos dão a cara a bater.

Belo post.
Abraços
.......................
RIMAS DO PRETO

Giovani Mattiollo disse...

Ele foi um grande jogador... Apesar de ter se aposentado mal como agora, ele fez muito ao futebol e tem que ser reconhecido. Aquela Copa de 2002...

Abraço

http://gremista-sangueazul.blogspot.com

Camila Paulos disse...

Entendo perfeitamente o seu sentimento. Ronaldo marcou a história das pessoas da nossa faixa etária, né?! :) E obrigada por sempre estar presente lá no Respirando Futebol. Também sempre estou de olho aqui, é que como leio pelo Google Reader, acabo não comentando. Bjs