"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

31 de mar de 2011

Simples e eficiente

Passada a festa, as comemorações e provocações é hora de saber: como será o São Paulo com Luis Fabiano ? Quem sai para o artilheiro entrar ?

Enquanto escrevo esse texto o São Paulo está perdendo para o Santa Cruz, no que deveria se chamar "Showzão" do Arruda e não "Mundão", mas a pergunta que não quer calar é a seguinte: Por que cargas d'água Casemiro ainda não é titular desse time ? Rodrigo Souto e Rivaldo no mesmo meio-de-campo é o mesmo que colocar uma placa de "aluga-se".

A melhor formação para o São Paulo atual é o 4-3-3, com o bom William José de referência no ataque, até a chegada de Luis Fabiano, Lucas trabalhando atrás dos três atacantes e Casemiro e Carlinhos Paraíba na saída de bola e proteção à zaga.


Um time ofensivo, rápido, como há tempos o São Paulo não tem e que ganharia muita qualidade na saída de bola.
Jean seria peça fundamental nesse time, ora cobrindo as idas ao ataque de Casemiro, que aparece muito bem como elemento supresa(vide pré-olímpico), ora compondo um terceiro zagueiro para cobrir as subidas de Juan pelo lado esquerdo.

Claro que para esse tipo de esquema funcionar é preciso uma certa dose extra de doação por parte do homens de frente para ajudar na marcação, o que aumenta o desgaste físico dos atletas. Porém, a receita para que isso não aconteça já nos foi ensinada; uma receitinha espanhola, da região da Catalunha, chama-se "posse de bola".

O conceito é simples: se a bola está comigo eu estou mais perto do gol, e quem tem que correr atrás é o adversário. Sem mencionar que: se eu estou mais perto do gol, consequentemente estou mais perto da vitória.

O futebol está longe de ser uma ciência exata, mas um certo clube da região nordeste da Espanha já nos ensinou que o fundamento mais simples do futebol, se executado com o mínimo de competência, pode ser o caminho mais fácil para a formação de um time vencedor. E se executado com o máximo de competência, é capaz de proporcionar um verdadeiro espetáculo.

3 comentários:

Cleber Soares disse...

Luciano,
no papel o esquema é perfeito, o elenco eu já acho que nem tanto, até mesmo o Fabuloso, ainda vai ter que provar que tem condições de voltar a ser o artilheiro de outrora, hoje ainda o time alterna bons e maus jogos, acho que esta no caminho certo, mas ainda precisa de uma peça ou outra...

BLOG DO CLEBER SOARES
www.clebersoares.blogspot.com

Claudio Henrique disse...

Na teoria o esquema com o fabuloso no ataque dá certo. Veremos na prática como que vai sair. Se bem que acho que dará certo também. Acho que ele consegue se entrosar com o elenco e se adaptar a esse esquema.

Abraços!

http://wwwfanaticosporfutebol.blogspot.com/

Gol de Mão disse...

No papel o tricolor paulista tem um dos melhores elencos do país. O problema é saber montar o time certo para com que todas as peças atuam bem. E por falar em Rodrigo Souto, ele com o gol contra de ontem deve ter deixado os são paulinos com saudade de Casemiro.

Equipe Blog Gol de Mão
www.bloggoldemao.blogspot.com