"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

27 de mar de 2011

Um time completo

O timaço da seleção alemã foi a campo para um "treino de luxo" contra o Kazaquistão pela quinta rodada das eliminatórias da Euro 2012. Resultado: - no sentido literal da expressão- 4x0. Mais um pouco de vontade e o placar chegaria tranquilamente a 7 ou 8 tamanha a diferença entre as equipes.

Embora tenha jogado de forma até "sonolenta" em determinados momentos, esse é um daqueles times que você para pra assistir até contra o Kazaquistão, que, com todo respeito, praticamente "não existe" no cenário do futebol.

A Alemanha é um time completo. Protagonista, craques, coadjuvantes de muita qualidade, discilina tática, alta qualidade técnica. Um timaço que ao lado de Espanha e Holanda forma hoje o top 3 de seleções no mundo. O problema é saber a ordem.

O time que foi a campo hoje é, até por conta da continuidade do trabalho de Joachim Löw, muito parecido com o que disputou e apresentou o melhor futebol da Copa do Mundo 2010.
Um time extremamente organizado e bem distribuído em campo. Todos sabem o que fazer, quando avançar, quem cobrir e o que esperar do companheiro.

O time de Joachim Löw joga em um 4-2-3-1, que pode parecer um esquema conservador por ter apenas um atacante, mas que por conta da movimentação dos homens de meio-campo e dos avanços dos laterais e volantes, feitos de forma absolutamente organizada e consciente, acaba por se transformar em um esquema extremamente ofensivo e que se bem executado, como fazem os alemães, confunde muito a marcação adversária e proporciona um futebol envolvente de encher os olhos.


É importante destacar que os alemães aliam a qualidade técnica e a intensa movimentação à disciplina e obediência tática. Um exemplo disso são as subidas dos laterais ao ataque, que jamais o fazem ao mesmo tempo.

É interessante também observarmos algumas jogadas de conjunto da seleção alemã. Fruto de um time "pronto" e entrosado, que já joga junto há algum tempo.
Por diversas vezes podemos perceber jogadas da ataque em que os homens de meio-campo, Podolski, Özil, Müller e até Khedira avançam como um "paredão" ao mesmo tempo que Klose volta fazendo o trabalho de pivô e abrindo os espaços. Jogadas que quase sempre são fatais já que os homens que vem de trás estão praticamente sem marcação.

Por tudo isso, a Alemanha tem hoje ao lado da Holanda (lembram do "top 3" ?) a melhor campanha das eliminatórias.

É bom lembrar que o Brasil tem amistoso marcado com as duas ! Mano que se cuide e trate de vencer, e bem, a Escócia se não quiser encontrar Özil e Sneijder com a corda no pescoço, porque a paciência e compreensão com o momento de renovação quase sempre dá lugar ao "imediatismo" por resultados quando se trata de seleção brasileira.


OBS #1: Como faz gol pela seleção esse Klose !
OBS #2: Se há alguém que ameaça o status de "melhor lateral direito do mundo" de Dani Alves, esse alguém não é Maicon, é Philipp Lahm.

Um comentário: