"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

12 de mai de 2011

A[s] pergunta[s] que não quer[em] calar

Acabo de acompanhar o que foi, se não o melhor, certamente uma das melhores partidas do futebol brasileiro em 2011, e curiosamente a pergunta que fica é: O que é mais importante, arte ou eficiência ?

Desde o início da temporada, o que mais se vê na mídia quando se trata de Flamengo é que o time rubro-negro vem conseguindo os resultados de maneira pragmática, jogando um futebol pobre que não convence e não transmite confiança aos torcedores.
Pois bem, hoje o Flamengo fez uma grande partida, embora Luxemburgo tenha executado suas funções muito mal de novo, mas não conseguiu o resultado necessário.

E agora torcedor rubro-negro, o que é mais importante, seu time jogando um bom futebol como o de hoje ou o tal de "futebol de resultados" que levou o Flamengo ao titulo estadual de forma invicta ?

Sandro Meira Ricci

Concordo que o resultado da partida de hoje teve influência direta do soprador de apito, a expulsão de Ronaldo Angelim foi determinante para a história do jogo, mas tudo passível de interpretação. Sandro Meira Ricci pode ter sido rigoroso demais nos cartões, mas foi absolutamente criterioso, puniu com os mesmos cartões amarelos todos os lances semelhantes ao da expulsão do zagueiro flamenguista. Se você concorda ou não, é outra história.
Isso nos leva à uma falha que ao meu ver acontece em todos os clubes, a falta de informação dos jogadores em relação ao juiz. Algo que deve ser trabalhado pela comissão técnica antes da partida.

Sandro Meira Ricci já tem um histórico extenso apitando jogos da Séria A do futebol brasileiro, todos conhecem a sua forma de conduzir a arbitragem e aplicar os cartões. Quem não se lembra do tão falado pênalti de Gil em Ronaldo na partida entre Corinthians e Cruzeiro no final do Campeonato Brasileiro do ano passado que praticamente tirou os mineiros da briga pelo título ?


Arbitragem à parte, atribuir a classificação cearense somente à isso é patético. O time comandado por Vágner Mancini é ótimo, com muitos bons valores como Eusébio[ótimo volante que marca e sai para o jogo muito bem] Oswaldo[melhor em campo hoje] Diego Macedo, Thiago Humberto e os veteranos Geraldo e Iarley.  Na soma dos dois jogos o time cearense foi mais consistente, soube impor seu estilo de jogo, principalmente na partida no Engenhão, e está na semi-final com todos os méritos.

Pelo lado do Flamengo, o futebol apresentado foi muito mais na base da camisa e do desespero do que própriamente táticas, estratégia, jogo coletivo ou qualquer outra coisa, muito em função das circunstâncias[estar perdendo em casa e diminuir o prejuízo na primeira partida e precisar de um gol com um homem a menos no jogo de hoje] mas também por absoluta incompetência de Vanderlei Luxemburgo que ainda não conseguiu dar um padrão de jogo ao time além de ter feito subistituições equivocadas em ambos os jogos.


Fierro no lugar de Léo Moura ? Por que Bottinelli, por melhor que esteja em campo, é sempre a primeira opção de substituição ? Ronaldinho Gaúcho era quem deveria ter sido sacado para a entrada de Egídio, se é que Egídio deveria ter entrado. Diego Maurício é seguramente o melhor atacante no elenco rubro-negro, então por que não joga ?


Já diz o dito popular;  "Há males que vêm para o bem  " mas no futebol o contrário também serve;  "Há bens que mascaram o mal   ". Esse parece ser o caso do título carioca do Flamengo.

4 comentários:

Giovani Mattiollo disse...

É, o que vale é bola na rede... Parabéns ao Ceará!

Abraço

http://gremista-sangueazul.blogspot.com/

FuteB.R.O.N.C.A.! disse...

Eu gosto muito daqui, por causa do critério! Vou por partes:

O juizão foi rigoroso? Foi, mas foi criterioso tb e n~]ao cabe choradeira. P.S.: sou rubro-negro.

O que VL tanto fala naquele celular? Com o auxiliar, que fica no alto? Pq ELE não fica no alto e comanda o time de lá? Prefere confiar em olhos que veem o jogo de outra maneira que ele à beira do campo?

Assistindo ao jogo, pensei comigo, na hora: "não pode tirar o Willians, se alguem tem que sair, pelas circunstancias, é R10". E o que fez o professor-doutor? Tirou nosso melhor jogador na partida, depois de Thiago Neves. Acompanhei a atuação de Willians com calma e, pode ver no VT, ele não errou nada, somente em 2 faltas.

Outro dado interessante que levantou: na Europa, já tem clube que conta com assistência de arbitragem para dar palestra aos jogadores, tirar duvidas, explicar regras... por aqui? Os caras não sabem nem o nome do juiz. Deus me perdoe, mas tem horas que preferia ter nascido no Velho Continente.

Saudações!!!

William disse...

A arbitragem é simplesmente lamentável em todos os sentidos. Tá uma vergonha para todos os lados. Evidentemente alguns são mais "ajudados", basta lembrar do brasileirão de 2010, o que fizeram para o Corínthians conquistar o campeonato foi brincadeira, mas para o bem do futebol, isso não aconteceu.
Sempre foi assim, em alguns momentos mais escancarados que outros, mas há erros e "erros". Aí é que o bicho pega.
Grande abraço e bom final de semana.

Kelvin Henrique disse...

luxa eh uma figura! otimo blog parceiro!

acesse tbm se possivel e me siga to te seguindo ja

http://naoavacalha.blogspot.com