"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

15 de out de 2011

Banalização da "zebra"


Zebra - Mamífero, membro da mesma família dos cavalos, os equídeos, nativa da África central e do sul.
 Wikipédia

Embora o "pai dos burros" nos dê o significado - óbvio - de "zebra", o futebol faz - assim como faz com tantos outros termos - o que dele bem entende. No jargão futebolístíco, zebra significa um resultado inesperado, onde um time muito forte é surpreendido por outro bem inferior a ele; mas para tal termo ser usado corretamente, é necessário e fundamental que se faça uma análise de momento e não histórica.

Leve em consideração a camisa e a história, e a derrota dos hermanos para a Venezuela é uma zebra colossal. Leve em consideração o que se deve levar - o momento - e a verdadeira zebra apareceira em caso de vitória argentina em Puerto de la Cruz.

A torcida é movida pela emoção, não quer saber de análises frias e realistas - o que é perfeitamente compreensível e natural quando se trata de torcida, desprovida do mínimo de razão e auto crítica em suas análises - e ao ver do outro lado uma equipe sem expressão, que até outro dia era o saco de pancadas da América do Sul, o único resultado aceitável é a vitória. Que sá goleada. Fora o baile.

O surpreendente - muito mais do que o resultado da partida diga-se - são os "profissionais" da imprensa compartilhando do mesmo pensamento "irracional" da torcida. Qualquer um que acompanha futebol de maneira imparcial, analítica e que tem o mínimo de bom senso sabe muito bem que a seleção venezuelana vem de uma crescente, desde as categorias de base, que já significa o melhor momento de sua história. Um time que, embora ainda conte com a altitude como camisa 10, é muito organizado taticamente.

Em contra partida, nossos hermanos há muito tempo - põe muito nisso - não sabem o que é bom futebol. Uma seleção sem nenhum padrão de jogo, que conta com grandes jogadores - ofensivos - mas que sofre com a péssima administração extra campo. [Depois de tempos a Argentina tem um treinador de verdade, mas que precisará de tempo e que sofrerá com o imediatismo do lado de lá da fronteira. Qualquer semelhança não é mera coincidência]

Futebol não é feito de uma lógica simples, há muitas variantes e aspectos a serem levados em consideração antes de se empregar determinados termos para que não fiquem fora do contexto da realidade, e a realidade atual é uma só: a Venezuela vive ótima fase equanto a Argentina não vem jogando rigorosamente nada. De zebra, a derrota argentina vitória venezuelana não tem NADA.

4 comentários:

Camila Godoy disse...

Oie
Tudo bem?
Nossa vc escreve muitooo bem, Parabens Luciano, sempre q der vou dar uma passadinha aqui, amoo futebol!
Bjus e fica com Deus

Cleber Soares disse...

Luciano,
tudo bem, gostei do texto e até acho que é verdade.
Mas assim mesmo um Argentina perder para para uma Venezuela é no mínimo um fato inusitado. Não da para ver como normal, a diferença técnica entre as duas seleções é abismal.

BLOG DO CLEBER SOARES
www.clebersoares.blogspot.com

Doug.Koti disse...

Mas mesmo assim acho q Venezuela nao se classifica...

FuteB.R.O.N.C.A.! disse...

Absolutamente NADA!!! Está corretíssima a análise. O que surpreende negativamente é exatamente a imprensa especializada entrar na onda da torcida.

O que me leva a crer que cliques, pontos no ibope e números de jornais e revistas vendidos sejam mais importantes que o compromisso sério com os fatos e as informações.

Saudações!!!