"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

13 de abr de 2012

Depois da tempestade...


A imensa maioria da população concorda que o problema do país está em quem detém o poder de mudar, ou não, as coisas. Dá-se poder a homens que pensam de maneira individual e esquecem o que realmente importa: O coletivo, o bem geral.

A questão no país é tão evidente que por vezes se estende e “faz escola” em outros segmentos da sociedade, e nem mesmo a maior paixão do brasileiro escapou a essas influências de pouco, ou nenhum, altruísmo.


Durante mais de 20 anos o futebol brasileiro foi comandado por um homem que se julgava dono do esporte e mais influente até mesmo do que o presidente da república. Ricardo Teixeira mandou, desmandou e apesar de o país ter conquistado diversos títulos mundiais em todas as categorias durante sua gestão e de ter trazido de volta ao país o evento esportivo mais importante do mundo, a Copa do Mundo de Futebol, ficou marcado mesmo pelos inúmeros escândalos de corrupção e manobras escusas que fizeram dele um homem com muitos adversários e poucos, mas influentes, aliados.

A saída de Teixeira do comando da CBF foi para muitos a extirpação de um cancêr do futebol, e o convite a Mário Jorge Lobo Zagallo para assumir a vice-presidência da CBF é a “bonança depois da tempestade”.


Não há ninguém melhor que o velho lobo para assumir a função. Zagallo ama o futebol e sobretudo a “amarelinha”, como gosta de chamar a camisa da seleção brasileira. Um homem que certamente colocará o bem do futebol nacional à frente de qualquer outro tipo de interesse. Zagallo é a dose de integridade, hombridade e honestidade que faltava ao comando do futebol brasileiro.

2 comentários:

Cleber Soares disse...

Luciano,
respeito sua opnião, mas deixo aqui meu texto que fiz lá no blog sobre o fato:

"A CBF, que nunca se cansa de nos surpreender, mais uma vez "nos pega" de calça nas mãos com a indicação de Zagalo para compor a executiva da entidade.

Não tenho nada contra Zagalo, mas acho que se queriam fazer uma homenagem ao Velho Lobo, que fosse uma estátua, um livro ou coisa parecida.

Que experiência Zagalo tem administrativa? E política?

Como dizia velho ditado, cada macaco no seu galho, nessa caso, cada lobo com sua matilha.

O futebol brasileiro precisa de sangue novo. De gente que enxerga o futuro e que vai estar vivo quando este chegar. A experiência é importante em qualquer lugar, se faz necessária. Mas o futebol brasileiro precisa muito mais de gente com visão e modernidade que experiência nesse momento".

Um abraço e vai desculpando o sumiço, mas minha filhota da um trabalho, rsrsrss.

BLOG DO CLEBER SOARES
www.clebersoares.blogspot.com

Gabriel Tramarin -Conexão Paulista disse...

Tomara mesmo que o Zagallo vá pra CBF, cara é fera.

BLOG
ESPECIAL: Clubes x Seleção Brasileira. Quem leva a melhor? (Opinião da galera/Parte3/3)
Rumo a Euro: Ep.12 -Abidal (França)

TWITTER E FACEBOOK
CP no Twitter !
CP no Facebook