"Além dos sinais externos que denunciam - cabelos brancos, cabelo nenhum, rugas, barriga, essas indignidades - as gerações se reconhecem pelos jogadores de futebol que se têm na memória"

Luis Fernando Veríssimo

13 de nov de 2012

Não sei

Perguntam-me qual a razão de tanto amor, não sei. Perguntam-me qual o motivo de me importar tanto, não sei. Perguntam-me no que esse ou aquele resultado influenciará diretamente na minha vida, não sei. Perguntam-me o que leva as pessoas às lágrimas ao presenciarem vitórias e derrotas, não sei. Perguntam-me o que faz com que dois estranhos se tornem intímos na alegria ou na tristeza de um gol, não sei. Perguntam-me o que faz com que os homens esqueçam milhões de anos de evolução e voltem a sua essência primata comportando-se feito animais irracionais, não sei.


Esses são os números da última partida do Barcelona pela Liga dos Campeões, contra o Celtic, na Escócia. Absolutamente inacreditáveis e surreais. 89% de posse de bola durante a partida - em outras palavras, seu adversário não viu a bola - 955 passes, apenas o meia Xavi pegou mais de 300 vezes na bola, mais que todo o time adversário. Resultado do jogo: Celtic 2x1 Barcelona.

Perguntam-me: "Como isso é possível?"

Não sei. Coloca na lista.

Mas de uma coisa eu sei: É exatamente por causa dessa lista, que o futebol é o esporte mais popular do mundo.

2 comentários:

FuteB.R.O.N.C.A.! disse...

De outra coisa eu também sei: queria um Nélson Rodrigues, um Armando Nogueira, um cara destes vivos pra poder cronicar um jogo como este e como você fez, meu caro.

Saudações!!!

Pedro Caldas disse...

Fantástico! E achando que FCB x CFC tinha sido o mais incrível e irônico resultado do futebol nos últimos anos. Já pensei em largar o futebol, mas ele me puxa pelas pernas!

Ótima observação sua, cara. Dale, Celtic! Haha!